domingo, 17 de julho de 2011

Blogagem coletiva: Minhas primeiras leituras

Quando Pretinho apareceu na minha vida, foi logo paixão a primeira vista. Eu mal havia aprendido a ler, de modo que as palavras iluminavam meu olhar, e a figura daquele boneco pretinho sentado na nuvem me fazia viajar. Eu ainda nem imaginava quantas e quantas vezes mais na vida eu estaria nas nuvens através da leitura. O bonito da história de Furtado era que, de forma tão singela, me falou de amizade e amor, mas também de preconceito, de história do Brasil, de maldade e de perdão.
A história do boneco que sofreu preconceito dos outros brinquedos por ser preto me fez sentir emoções das mais bonitas. Eu amava tanto aquele livro, que tinha vontade de contar sua história para todo o mundo. Os anos corriam, e todas as vezes que o lia, mais entendia o significado daquilo que muitas vezes eu veria na escola, na rua, e até mesmo em casa. O senso de solidariedade e de justiça me veio cedo... Por isso este livro me marcou tanto. Nem sei se foi o primeiro, mas sem dúvida foi o que me fez amar os livros e as boas histórias. E uma das semanas mais bonitas que passei na escola, já como professora, foi quando li o livro com minha turma de crianças. Mais uma vez chorei, por toda a emoção que a história me fez lembrar.

Gostaria de dizer aqui que minha infância foi rodeada de livros com suas histórias fantásticas, mas não foi. Em minha casa mal se via os livros que era preciso comprar para a escola e o jornal de domingo. Entretanto, foram esses mesmos que me deram as pistas necessárias para o mundo que eu seguiria pelo resto da minha vida. Costumo dizer que foram os livros que me escolheram, que me chamaram. E como professora que sou, acredito que o estímulo da família contribua significativamente para a inclusão das crianças no universo literário, mas qualquer criança pobre, sem incentivo na família, é capaz de reconhecer a beleza da literatura, se apaixonar, tornar-se escritor ou simplesmente amante da leitura.

Depois do “Pretinho, meu boneco querido”, muitos outros vieram encantando e desencantando meu mundo, porque literatura é assim, descortina até aquilo que não queremos ver, mas que precisamos enxergar.

Sobre sua serventia, deixo Bartolomeu Campos Queiróz dizer:

“A literatura (arte) não é servil. Ela só existe em liberdade, e seu compromisso é para com a revelação.”

E desde então a literatura me faz revelações que eu jamais poderia imaginar, sobre mim e sobre o mundo, desde a magia das aventuras de Narizinho, os encantos e realidades dos poemas de Drummond até as histórias viscerais de Dostievski. É tudo isso que vai constituindo o que sou, e o que ainda serei.


PS. Ao menino-homem, muito obrigada por me convidar mais uma vez para sua festa. Adoro! Parabéns!

18 comentários:

  1. ai, isabele!
    se tivesse mais ficaria aqui surpreso até o fim!

    você me inspira e fala alto dentro, não sei explicar, seu jeito de conduzir a palavra é fruto de uma leitura bonita do mundo, das coisas, das pessoas!

    obrigado por fazer parte deste momento tão especial pra mim!

    um beijo,
    do seu menino

    e espero sua visita de volta...

    fique com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Isabele, quanta doçura por aqui, adorei seu cantinho, lindo...

    Seu relato além de emocionante pela suas buscas por esse mundo do saber, é também um convite ao pensamento a viajar pela infância, não conhecia esse livro, vou procurar por ele, esse assunto muito me interessa para ser dsicutido com os meus pequenos na escola...

    já estou a te seguir, esse presente do Abraão foi realmente uma linda troca de carinhos, alegrias e emoções no dia de hoje...

    beijinhos. Su.

    ResponderExcluir
  3. Nossas primeiras leituras são marcantes a leitura é fascinante é um mundo magico... Infelismente não consegui participar desta blogagem apesar de ser um tema fascinante MAS ESTOU TENTANDO REMEDIAR! Visitando os blogs participante... E vamos seguir descobrindo esse mundo magico parabens pelos blog e escritos.

    ResponderExcluir
  4. As primeiras leituras marcam muito...foi uam experiência maravilhosa participar dessa iniciativa e poder ver depoimentos e memórias tão belas...
    obrigado pela visita em meu blog...beeeijos

    ResponderExcluir
  5. Olá Isabelle,

    Basta um livro, ou melhor, uma história, para sermos transportados par ao mundo da leitura, se temos mais livros, há uma chance maior de encontrarmos o que gostamos, mas seu relato nos mostra que o livro certo, causa muito mais impacto.

    Parabéns por ter continuado a caminhar nesse mundo mágico da leitura.

    Obrigado pelas palavras de carinho no blog e tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pela linda postagem. Também estou neste universo da leitura de minha infância.
    Somos passáros a voar neste universo..
    O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado.
    Então vamos ser passáros livre e voar nesta leitura e nos livros...
    http://sandrarandrade7.blogspot.com
    Ficarei feliz com a sua visita.
    Estamos compartilhando este momento..
    Até mais
    Sandra

    DESCULPE NÃO TER COMPARTILHADO ONTEM.ESTAVA SEM INTERNET.

    ResponderExcluir
  7. Isabele, fiquei encantada com a sua forma suave de escrever. Amei o seu blog e o seu jeito afável! Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Isabele,que comovente a história de sua primeira leitura!Como nos marca um livro por toda vida!Adorei conhecer sua história e seu blog!Bjs,

    ResponderExcluir
  9. Oi Isabele,
    Foi linda e comovente demais a sua história. E o que me encanta em ser professora é que posso colaborar, nem seja em uma pequena parte, para que as crianças de hoje (adultos de amanhã)
    se constituam como leitores.
    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Também sou privilegiada pelo Meu Menino, e vim aqui trocar essa energia boa que existe entre cada um de nós. Bj carinhoso menina Isabele.
    Bj

    ResponderExcluir
  11. Vc falou uma verdade, os livros vão nos ajudando a construir a nossa personalidade e nos abre as portas da compreensão. Muita paz!

    ResponderExcluir
  12. eu li esse livro!! parabens seu texto esta maravilhoso

    um beijo

    ResponderExcluir
  13. Isabele, é uma gostosura ler o que você escreve. Fiquei com vontade de ler esse seu primeiro livro. Sempre comprei um monte de livros e fazia parte do meu hábito dar um presentinho brinquedo e um livro para as crianças aqui de casa. Com a adolescência, vestibular e faculdade os didáticos ganharam maior vulto e ninguém mais lê com o prazer do entretenimento.Um tempão que não compro nada para eles. Fiquei feliz e me surpreendi quando meu filho chegou da casa da vó com uns livros para ler nas férias.

    Beijos ,

    Acho importante , como adquirir bens, ter esse patrimônio cultural.

    ResponderExcluir
  14. Nossa, que delícia de texto! Fiquei com inveja [rsrsrsrs]
    Não sabia que vc era professora.
    Essa questão do livro na infância é realmente importante. A leitura forma o caráter da pessoa, além de expandir o mundo dela, transformando ele num mundão. Digo isso por experiência própria. Quando comecei a ler efetivamente, nasci de novo, me tornando uma criatura mais aperfeiçoada.
    Acredito que, no Brasil, nossos governadores estão entendendo a importância que o livro tem na vida de uma criança. Aqui mesmo, no Ceará, existem alguns projetos bacanas de incentivo à leitura.

    ResponderExcluir
  15. Eu sempre fui apaixonada pela leitura também, desde criança. Minha mãe colaborou em grande parte para essa minha paixão que acho que deve ser descoberta o mais cedo possível pois é uma das coisas mais maravilhosas da vida desfrutar de um bom livro. Gostei do seu texto, você é professora de português? Bjs

    ResponderExcluir
  16. Sou formada em Pedagogia, Brenda. Dei aula para turmas das sérias iniciais do ensino fundamental alguns anos, trabalhei como coordenadora de educação infantil e agora estou iniciando uma nova jornada como orientadora educacional numa creche escola. Letras é um desejo recente, que um dia pretendo realizar.


    A todos que comentaram, obrigada e grande abraço!

    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  17. Nesta vida conheci muitos amigos,mas esse blog realmente é um Sonho De Deus. Pois tem me dado amigos especiais. Amigo não é uma definição escrita ou falada,mas é o carinho o mimo de cada um sem dar,pedir nada. Obrigado pelos mimos,agradeço pelo carinho com o Sonhos De Deus. Gostaria muito de ti ver no feita poesia que é um pouco de mim se gostar me segue e comenta vou ficar muito feliz e vai me dar muito animo esta dificil não conseguir interagir com quem aprendi a amar a cada dia o feita poesia vai me colocar perto de vc ...Uma linda semana iluminada fica com papai do céu ! http://soueufeitapoesia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  18. Oiii bom diaaa...Não importa do que é o mundo O importante, são os seus sonhos... Não importa o que você é O importante é o que você quer ser... Não importa onde você está O importante é para onde você quer ir... Não importa o porquê O importante é o querer ... Não importa suas mágoas O importante mesmo, são suas alegrias... Não veja; apenas olhe...Não escute; apenas ouça... Não toque; sinta...
    O mundo é um espelho; não seja apenas um reflexo Só acreditando no futuro você conseguirá a paz para alcançar seu sonhos...Um bj no teu lindo coração seja feliz muito feliz !

    ResponderExcluir