terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Desligada

Ando meio desligada, e isso tem me parecido bom. Distraindo-se da vida, fica mais fácil viver. Amores com ares de verão, dores só no batuque do samba. Passada as horas necessárias para pagar as contas, me ocupo de formigas e poemas. Meu espírito anda de férias. Nada muito intenso, porque tudo muito intenso dói, até mesmo as alegrias. Mas também nada tão morno. Tudo na sua medida. A gente até vai cantando as dores e chorando as alegrias, mas sem fazer escândalo. Põe uma fantasia lúcida e sai no carnaval. Pode parecer meio chato falando assim, mas não. Viver na leveza das coisas pode ser bom. Sinais de maturidade? Sabe lá...

10 comentários:

  1. Isa, já disse o quanto vc escreve bonito? Você escreve muito bonito, moça!!! Viva esse jeito de férias, é difícil fazer isso no dia a dia... Curioso é que eu estava pensando em escrever um textinho justo com esse tema, mas com um corpo diferente - te mostro se um dia ele sair. Um beijim :)

    ResponderExcluir
  2. ...nem tanto ao céu, nem tanto
    a terra, e assim fazemos a leveza
    do caminho desenhado no equilíbrio!

    bj, lindeza!

    ResponderExcluir
  3. IsaBele,

    Revejo-me completamente no teu texto tão lúcido e realista!

    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  4. se não de maturidade, de autoconhecimento com certeza, e isso é bom. Obrigada pelos comentários seus.
    abraço

    ResponderExcluir
  5. PS: adoro essa forma sutil e delicada de dizer sobre a forma que ser ver a vida...

    ResponderExcluir
  6. ...Isabele querida,

    sobre seu comentário e meu post,
    deixo-te estas palavras:

    muitas vezes passamos a vida
    buscando Deus em templos,
    sinagogas, terreiros, mesquitas,
    igrejas, salões do reino, seja
    lá de que jeito for, e Ele,
    o SER MAIOR se faz presente
    nas pequenas coisas, no
    cotidiano da nossa vida
    que pode e deve ser feliz
    em qqr tempo, até nas
    adversidades, que é quando
    estamos nos burilando para
    alcançar a luz eterna.

    um beijo, minha linda!

    ResponderExcluir
  7. A leveza da vida sempre é bem-vinda.

    Beijo imenso, Isa.

    Rebeca

    -

    ResponderExcluir
  8. "Passada as horas necessárias para pagar as contas, me ocupo de formigas e poemas."

    estar leve
    é permanecer livre
    coisa que aqui aprendo
    com sua palavra pluma


    beijos,
    do menino-homem

    SAUDADES!

    fique com Deus!

    ResponderExcluir
  9. Entendi, Vivian... rs

    Obrigada a todos pelos comentários!

    ResponderExcluir
  10. Acho que é fase como as da lua.

    Beijos.

    ResponderExcluir